Escolha de forrageira

  • 01/03/2016
  • Otimização da pastagem



Uma boa formação não depende somente da adubação e calagem ideais para uma determinada planta forrageira, mas também da correção do solo e da consideração das condições de clima, propósitos de uso (produção de carne, leite, bezerros, etc.) e qualidade da semente. Sendo assim, para uma formação de pastagens lucrativas não existe a melhor planta forrageira, mas a que se adapta melhor a cada condição de solo, clima e utilização.

Propósito de utilização:

Uma pastagem pode ter várias finalidades, como fenação, pastejo direto, ensilagem, pré-secado, pastejo diferido, etc., além de poder ser utilizada por animais de diferentes idades, espécies e com propósitos de otimização de lucros diferentes.

Um exemplo claro deste fato é a utilização de uma pastagem ideal para bezerros em desmama, ovinos e equinos, diferindo-se de uma pastagem ideal para bois de engorda, onde a forrageira indicada para o primeiro grupo muitas vezes não é ideal para o segundo.

A atividade deve ser considerada, pois existem diferenças no manejo para a obtenção de lucro, tanto na extração de carne quanto na obtenção de leite, lã e produção de bezerros. Estas diferenças de manejo também devem ser levadas em conta no momento da escolha da forrageira.

 

Categorias

Últimas

  • Análise de solo

    Para uma pastagem de qualidade e bom desenvolvimento da planta forrageira.

  • Calagem e adubação

    Conheça os procedimentos de preparo do solo e como realizá-los.

  • Solo

    Saiba os fatores mais importantes para a obtenção de pastagens de alta produção.

  • Clima

    Saiba quais situações podem influenciar diretamente na qualidade da pastagem.